Sem categoria

Unidade Força Feminina reabre sede

Compartilhar

Foi em clima de celebração e muito entusiasmo que os trabalhadores sociais reabriram a sede e receberam as mulheres.

 A casa foi ornamentada em clima de festa e alegria, promovendo uma acolhida às mulheres que iam adentrando o espaço e partilhando saudades, novidades e sonhos, sendo este o tema da espiritualidade e da dinâmica seguinte que propôs a reflexão acerca de três perguntas norte:

 
 

Quais os meus planos e sonhos para o ano de 2013?
O que espero da Força Feminina para este ano?
Como posso contribuir no trabalho da Força Feminina?

A partilha garantiu não somente que elas olhassem para si mesmas e para a outra, mas um olhar acerca da ação da Unidade, contribuindo no processo de construção coletiva das estratégias a serem usadas ao longo do ano.
O momento esteve mesclado com muito canto e orações puxados por cada uma das presentes que entoaram mantras como:
“Não perca de vista seu ponto de partida”

E a música:

 

Estrada da Vida

Nesta longa estrada da vida,
vou correndo não posso parar.
Na esperança de ser campeão,
alcançando o primeiro lugar.

Mas o tempo secou minha estrada
e o cansaço me dominou,
minhas vistas se escureceram
e o final da corrida chegou.

Este é o exemplo da vida,
pra quem não quer compreender:
Nós devemos ser o que somos,
ter aquilo que bem merecer.

Como símbolo do trabalho em Rede, as mulheres receberam a nécessaire do Instituto das Irmãs do Santíssimo Redentor, em lembrança de que somos Rede:

Rede Oblata!

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *