Sem categoria

Casal é preso em operação de combate ao tráfico internacional de pessoas

Compartilhar
Brasileiras eram recrutadas por aliciadores em Salvador com a promessa de trabalho na Espanha.
A Polícia Federal (PF) e a Polícia Espanhola (Cuerpo Nacional de Policia) realizam a Operação Planeta, nesta quarta-feira (30), com o objetivo de desbaratar uma organização internacional com atuação no Brasil e na Espanha, dedicada à prática de tráfico de pessoas para fins de prostituição.

Um casal foi preso em Salvador em cumprimento a dois mandados de prisão preventiva. Segundo a PF, brasileiras eram recrutadas por aliciadores na capital baiana, com a promessa de trabalho na Espanha. Além da oferta de emprego, elas recebiam do grupo passagem aérea e dinheiro para despesas pessoais.

Ao chegar a Espanha, as mulheres eram surpreendidas e expostas a situação degradante de moradia e trabalho, além de tomar ciência de que a dívida, pré-constituída, seria cinco vezes maior.

Um mandado de condução coercitiva e três mandados de busca e apreensão também serão cumpridos no Brasil. Em território espanhol serão cumpridas prisões, o fechamento de duas casas de prostituição, além da busca e apreensão na casa dos presos e em estabelecimentos.

Os envolvidos serão indiciados pela prática dos delitos de tráfico internacional de pessoa para fim de exploração sexual e formação de quadrilha. Detalhes da operação serão divulgados na tarde desta quarta-feira (30) em entrevista coletiva na sede da Policia Federal em Salvador.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *