Sem categoria

Dramatização à reflexão sobre a exploração sexual marca início do XI Encontro da Rede Oblata

Compartilhar
As equipes presenciaram a dramatização que provocava a sentir e visualizar a realidade da exploração sexual.
Com a chegada de todas as equipes das Unidades Oblatas do Brasil, Argentina e Uruguai, na Casa de Retiro São José em BH, foi iniciado o XI Encontro da Rede Oblata.
Um momento de oração, partindo da realidade de exploração, intercedendo as bênçãos do Redentor, Pe. Serra e Madre Antonia para que os participantes possam entrar profundamente na reflexão sobre a vida, a exploração sexual e o tráfico de pessoas.
Conduzidas inicialmente pela Ir Manuela, o XI Encontro presenciou a uma dramatização que provocava a sentir e visualizar a realidade da exploração sexual nos dias de hoje.
Finalizado o momento de mística, foi apresentado um vídeo de boas vindas ao XI Encontro da Rede Oblata, com imagens da chegada das equipes na Casa de Retiro e que falava de “carinho, sorriso e abraço”. Confira o vídeo no link http://www.youtube.com/watch?v=OBs8ZQPPZS0&feature=youtu.be.
Posteriormente, uma reportagem sobre a exploração sexual infantil, em vários Estados e municípios do Norte e Nordeste Brasileiro, foi apresentado aos participantes que ficaram indignados com a realidade do tema abordado na reportagem. “Assustador!”, “Chocante!”, “É impressionante!” – comentários proferidos por alguns participantes.
A manhã será encerrada com a palestra de Renato Roseno, que tem o tema “As reflexões sobre a exploração sexual contemporânea”, com espaço para perguntas.
Logo a seguir será o intervalo para o almoço e no retorno, Roseno continua com a palestra “Legislação sobre as Redes de Exploração Sexual e de Tráfico de Pessoas”.
Confiram alguns registros realizados na manhã.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *