Sem categoria

IV Módulo do Curso aborda a temática do Tráfico de Pessoas

Compartilhar
       Na última sexta-feira, 04 de setembro de 2015, no Espaço Cultural da Câmara de Salvador/BA, ocorreu o quarto e último módulo do curso “Desconstruindo o Muro da Invisibilidade: Exploração, Tráfico e Prostituição”. Esta atividade faz parte de uma das ações do Projeto de Execução para 2015, aprovado pela Cáritas Brasileira/CNBB/FNAS.

Neste quarto encontro, as pessoas presentes contaram com a mediação de Irmã Manuela Piñeres que é religiosa da Congregação das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, Assistente Social, trabalha há 21 anos com mulheres em situação de prostituição, além de fazer parte da Rede intercongregacional “Um Grito pela Vida”. Manuela ampliou os conhecimentos com respeito às contradições e divergências nas discussões do Tráfico de Pessoas.

No período vespertino, o público contou com a mediação de Cleide Torres, Psicóloga do NETP- Salvador/BA (Núcleo de Enfretamento ao Tráfico de Pessoas), que seguiu com o tema, abordando as Políticas Públicas para o Enfrentamento do Tráfico de Pessoas: avanços e desafios.

O curso, que vem sendo realizado desde junho, finalizou o ultimo módulo em setembro, com a entrega de certificados e de um CD com os assuntos tratados durante o período de formação.         

Equipe PFF – Salvador (BA)

 

 

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *