Sem categoria

Exposição em São Luís valoriza a história de mulheres que venceram o câncer de mama

Compartilhar

Neste mês do “Outubro Rosa” mostra “Expressão de Mulher” está sendo exposta no Fórum de São Luís.

Mais da metade das mulheres que tiveram câncer de mama descobriram a doença com o autoexame. Neste mês do “Outubro Rosa” uma exposição no Fórum de São Luís está valorizando a história de vida de quem enfrentou e venceu o câncer.
Como foi o caso da autônoma Maria do Socorro Silva que após ter recebido a notícia de que estava com câncer de mama e pouco tempo depois decidiu retirar um dos seios. Ela que participou da mostra revela que a decisão veio da vontade de querer continuar viva. “Eu botei na cabeça que queria viver. A vida é tão bela, é tão bonita. Então eu queria viver mais um pouco e graças a Deus foi tudo bem”, disse.
O câncer de mama é a segunda doença que mais mata no Brasil e no mundo, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer. Em 66,2% dos casos é a própria mulher quem detecta os primeiros sinais.
As histórias de luta contra a doença chamaram atenção de profissionais do Fórum de São Luís, que decidiram criar uma exposição de fotos. É a mostra “Expressão de Mulher”. Nas fotos, imagens de mulheres mastectomizadas que fizeram a retirada total ou parcial da mama. Essa é a terceira amostra de fotografias que conta a história de mulheres que conseguiram vencer o câncer.
Segundo Sebastião Bonfim, diretor do fórum, a ideia da exposição é incentivar a prevenção da doença e lembrar que é possível superar a doença. “Demonstrar que nem tudo está perdido. É um alto estímulo da mulher e a maioria delas hoje superaram isso e as pessoas que estão sofrendo esse problema vê como se supera, que tudo tem jeito. Deus está sempre do nosso lado”, finalizou. 

Fonte: G1

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *