Sem categoria

Força Feminina convoca comunidade a participar do II Ato contra a violência à mulher

Compartilhar

Força Feminina convoca comunidade a participar
do II Ato contra a violência à mulher
Movida na luta pelo combate à violência à mulher, a Unidade Força Feminina junto a Comissão de Direitos da Mulher da Bahia e dezenas de representantes do movimento feministas e diversos órgãos ligados à luta por igualdade entre os gêneros, participará do II Ato Alusivo ao Dia da Não Violência Contra às Mulheres, que acontecerá amanhã, dia 29 de novembro, saindo da Praça da Piedade em direção à Praça da Sé, em Salvador.
A Força Feminina, que em 2012 recebeu Moção de Aplausos pela Assembleia Legislativa da Bahia, em seus 12 anos de atividades, sempre buscou na sua missão, a promoção integral das mulheres em situação de prostituição, de maneira a colaborar no processo de conscientização e inserção cidadã. Um trabalho social, de caráter pastoral, iniciativa do Instituto das Irmãs Oblatas do Santíssimo Redentor, atuamos diretamente no Centro Histórico de Salvador (Praça da Sé, Ladeira da Montanha, Ladeira da Conceição, Comércio) e em Patamares, através das visitas aos locais de prostituição, da acolhida, das diversas atividades desenvolvidas no acompanhamento à mulher e da articulação com redes e grupos parceiros.
Durante a passeata, representantes da Unidade Força Feminina e mulheres atendidas pela instituição, estarão na Praça da Sé mobilizando e sensibilizando transeuntes e moradores locais com a distribuição de panfletos formativos.
A Unidade Força Feminina convida toda comunidade a fazer-se presente ao II Ato, em prol da Luta contra a Violência à mulher.
Apoio e Informações: 
Unidade Força Feminina
Rua Saldanha da Gama,
nº 19, 1º andar – Pelourinho
Salvador – Bahia – Cep: 40.020-250
Contato: (71) 3322-5432
Emails: ffeminina@oblatas.org.br
             secretariapff@oblatas.org.br

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *