Sem categoria

Iniciamos a semana

Compartilhar
A unidade Força Feminina inicia a semana promovendo espaço terapêutico e de espiritualidade. Com a casa decorada com elementos produzidos pelas próprias mulheres feitas em atividades do grupo Roda Viva.

A oração inicial fez um convite as mulheres a relembrarem elementos fatos e momentos de suas vidas, onde tristezas, dificuldades e pesar não estiveram presentes. A leitura do texto de Paulo Coelho, foi um convite de reflexão:

Podemos acreditar que tudo que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida; uma benção que só serve para esse dia e que não se pode guardar nem desaproveitar. Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder.
Este milagre está nos detalhes do cotidiano; é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria de nossos bons momentos, a pista correta para a decisão que tomaremos.

Nunca podemos deixar que cada dia pareça igual ao anterior porque estamos em constante processo de mudança.

Paulo Coelho

“É a vida de cada um que contribui para que acreditemos no seu potencial”. Foi a fala de uma das mulheres seguida de outra que disse: “É fortalecendo a esperança que conseguimos viver cada minuto de alegria e de bons momentos em nossas vida”.         

Salvador, 15 de Julho de 2013.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *