Sem categoria

Força Feminina estabelece parceria com NAS (Núcleo de Assistência Social)

Compartilhar
O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é o sistema governamental o responsável pela organização e oferta de serviços da Proteção Social Básica nas áreas de vulnerabilidade e risco social.Além de ofertar serviços e ações de proteção básica, o Cras possui a função de gestão territorial da rede de assistência social básica, promovendo a organização e a articulação das unidades a ele referenciadas e o gerenciamento dos processos nele envolvidos.
Desde o mês de fevereiro/2014,  todas as terças-feiras, a Unidade Força Feminina contacom a presença dos representantes do CRAS através do NAS (Núcleo de Assistência Social) sendo uma Assistente Social, uma Enfermeira e um Auxiliar Administrativo  no Projeto Força Feminina realizando atendimentos de caráter sócio assistencial e educativo possibilitando o acesso aos bens e serviços oferecidos pela Prefeitura Municipal de Salvador. Além disso, são dadas orientações, encaminhamentos e informações importantes para as mulheres que frequentam a Unidade.

A parceria com o NAS demonstra a importância do fortalecimento da Rede e o compromisso com as mulheres e a realidade em que encontram inseridas. Desse modo, sigamos fortalecendo a Rede de parceiros e a busca pelo acesso aos direitos.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *