Sem categoria

Força Feminina apresenta Ação Oblata em Seminário da Campanha da Fraternidade

Compartilhar

Com o tema: Fraternidade, Igreja e Sociedade e o Lema “Eu vim para servir” a Campanha da Fraternidade de 2015 vem provocar uma discussão acerca da relação entre Igreja e Sociedade. Todos os anos durante o período quaresmal a Igreja Católica propõe um tema para ser refletido e debatido. Neste ano, a Arquidiocese de Salvador propôs um Seminário para refletir o tema atingindo representantes das Paróquias e Comunidades da região.
A partir da proposta do Ver- Julgar- Agir durante todo o dia 08/02, no Colégio das Irmãs Salette aconteceu o encontro. Para a reflexão do Agir três Pastorais Sociais foram convidadas a apresentar sua missão e ação. Dentre ela se encontra o Projeto Força Feminina- Unidade Oblata em Salvador. Buscando sensibilizar os participantes sobre a realidade das mulheres em situação de prostituição, a equipe do Projeto Força Feminina refletiu as ações a partir da leitura do Texto da Mulher Samaritana, mostrando o encontro dela com Jesus de Nazaré. Foi apresentado e compartilhado o sonho de José Serra e Antônia de Oviedo desde a fundação da Congregação, os 150 anos de vida e missão no mundo e os 80 anos de presença Oblata no Brasil.



Com o desejo de que a Igreja de mãos dadas com a sociedade possa se comprometer com realidades desafiantes o Projeto Força Feminina segue acreditando na vida e na vida das mulheres…

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *