Sem categoria

Unidade Força Feminina promove terceira edição do Carnaval Social

Compartilhar

Com o tema, Carnaval Social: O Bloco dos Invisíveis, a Unidade Força Feminina reuniu nessa promoção mais de 250 pessoas no cortejo pelas ruas do Centro Histórico.  Com alas temáticas, como Combate a Violência Contra as Mulheres, População de Rua, Saúde e Dst s, entre outros temas.
O Carnaval Social nasceu no ano de 2013, por iniciativa da Unidade e para além da diversão, a ação tem por objetivo promover um espaço de visibilidade social acerca do trabalho desenvolvido pelo Projeto Força Feminina e suas parcerias, que este ano não deixaram de prestigiar o momento, e desde o mês de janeiro se reuniram para organizar a atividade.
Estiveram organizando esse momento junto com a Unidade Força Feminina, parcerias como Aurora da Rua e Projeto Levanta Te e Anda, Cáritas Regional Nordeste 3, CAPS AD Gregório de Matos, Distrito Sanitário Centro Histórico – DSCH, Projeto Axé, Centro de Convivência Irmã Dulce dos Pobres, 19º C.S Pelourinho, Jubileu Brasil, USF Terreiro Jesus e da Marcha Mundial das Mulheres e Movimento População de Rua.


Após o cortejo pelas principais ruas do Centro Histórico de Salvador, os participantes se reuniram na sede da Unidade, para um momento de partilha das ações de cada instituição e para um momento de lanche e alegria.

Sem dúvidas, é nesse bloco, o Bloco dos Invisíveis, que a Unidade Força Feminina acredita, na busca pelo processo de fortalecimento das ações objetivadas no foco principal de seu trabalho, que é romper com o processo de invisibilidade a qual as mulheres em situação de prostituição estão inseridas.


Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *