Sem categoria

O Projeto Força Feminina no Grito dos Excluídos 2017

Compartilhar


O 23º Grito dos Excluídos contou com a participação de diversas entidades de mobilização social. O Projeto Força Feminina não poderia ficar de fora dessa luta. Há muito tempo já abraçamos esta causa e está presente para reivindicar juntos pelos direitos de todos é a nossa ação diária. 



Direito à vida em primeiro lugar, à saúde, à segurança, à moradia, à alimentação, aos direitos trabalhistas já conquistados e que foram retirados do povo brasileiro com a reforma trabalhista.

As usuárias do Projeto Força Feminina se preparam em muitas rodas de formação no mês de agosto para participar dessa passeata consciente dos seus direitos, como mulher e cidadã brasileira.

Em 07 de setembro, o desfile passou, mas a população de Salvador foi às ruas e gritou BASTA!!!

“Por direitos e democracia, a luta é todo dia!”


Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *