Sem categoria

Força Feminina no Seminário da Campanha da Fraternidade 2018

Compartilhar

O Seminário da Campanha da Fraternidade 2018 trouxe o tema “Fraternidade e Superação da Violência” para que possamos refletir acerca dos diversos tipos de violências existentes na nossa sociedade.

Com a apresentação do Padre José Carlos, coordenador das pastorais sociais, o Seminário intercalou momentos de contexto da realidade (VER), com momentos de reflexão à luz do evangelho (JULGAR) e à tarde foi realizado o momento de propor soluções para a superação da violência através de oficinas (AGIR), seguindo a metodologia da Igreja Católica.

As oficinas foram: Intolerância religiosa, Exploração Sexual e Tráfico Humano, Violência contra a mulher: feminicídio, Homofobia, Ineficiência do aparato judicial (falta de acesso a justiça), Violência contra pessoas com deficiência, Violência contra o idoso, Violência contra crianças e adolescentes, Violência e juventudes, Violência no trânsito, Violência policial, Violência contra a população de rua e Violência no ambiente prisional. Os relatores das oficinas apresentaram a síntese das discussões realizadas.



O Padre José Carlos foi enfático ao solicitar que cada um dos presentes levasse para suas comunidades as reflexões realizadas no Seminário de modo que uma ação tão enriquecedora como esta não se restrinja apenas ao dia do evento.



O Projeto Força Feminina esteve presente neste dia tão importante na atualidade e pode aprender mais sobre mudanças e transformação social no intuito de construirmos uma sociedade cada vez mais inclusiva e pacífica para todxs!

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *