AGENDA DA SECRETARIA DE POLITICAS PARA AS MULHERES E DE OUTROS ORGÃOS.

Compartilhar

DIA 20.11.12 – Marcha Zumbi dos Palmares- CONEM – Coordenação Nacional das Entidades Negras as 15h. Saindo do Campo Grande a Praça Municipal

DIA 21.11.12  – Lançamento do primeiro Plano de Políticas para as Mulheres Municipal  as 14h Centro Cultural da Câmara, praça Tome de Souza, Centro

DIA 22.11.12 – Reunião do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais – Hotel Gold Park..– 9h. Avenida Manoel Dias – Pituba. Responsável: Firmiane

DIA 22.11.12 – 19h – Homenagem da Mulherada – Pelourinho – Praça Tereza Batista. Responsável: Mônica Kalile

DIA 23.11.12 – Sessão Especial – Violência Contra as Mulheres Negras as 15h – ALBA

DIA 25.11.12 – Vestir os símbolos da cidade de Salvador com a camisa dos 16 dias de ativismo. Responsável: SPM

DIA 27.11.12 – A Vigília vai acontecer, no dia 27 na pracinha em frente à OAB às 17 horas. Responsável pela vigília é a Rede de Atenção, o Encruzilhada de Direitos do CEAFRO, o Coletivo do Calafate, a AMB, a Rede Feminista e outras entidades.

DIA 28.11.12 – Centro Brasileiro de Estudos de Saúde – CEBES Convida a todos para discutir o tema: ´´Saúde da Mulher e Direitos Sexuais e Reprodutivos´´ – as 19h, Biblioteca Central dos Barris Rua General Labatut, n 27, Barris

DIA 28.11.12 – Seminário sobre as mulheres presidiárias com a presença de todas as secretarias envolvidas. Responsável: SPM

DIA 29.11.12 – Grande ato das mulheres. 14h Local: Saída da Piedade/ Pelourinho/ Praça da Sé

DIA 10.12.2012 – Em comemoração aos 16 dias de ativismo, as voluntárias sociais da Bahia em parceria com o conjunto Penal feminino realizará o Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Programa de Melhoria da Saúde Materna e Neonatal com as gestantes em situação de prisão – Mata Escura Conjunto Penal Feminino as 14h.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *