Sem categoria

Projeto Força Feminina promove Curso Desconstruindo o muro da invisibilidade: Exploração, Tráfico e Prostituição.

Compartilhar
Com o objetivo de desenvolver estratégias efetivas de prevenção, políticas públicas que garantam o empoderamento das mulheres, bem como os e seus direitos, promovendo discussões sobre a prostituição, gênero, patriarcado,  regulamentação da prostituição –  baseado no Projeto de Lei 4.211/2012 , foi realizado no dia 15 de junho de 2015, no Auditório do Centro Cultural da Câmara de Vereadores de Salvador, o I Módulo do  Curso com o tema: Realidade e Missão Oblata.

Na programação do seminário, além da apresentação sobre a Origem da Missão Oblata no Brasil e no mundo, exposta pela Irmã Analita Albani, ocorreu também palestras com os temas: Abordagem Social, Gênero e violência, Pobreza e Prostituição e Desenvolvimento das ações do Projeto, ministrada pela Assistente Social do Projeto Força Feminina – Louraine Carvalho.
A última exposição foi promovia pela Educadora Social – Isadora Muniz, que discorreu sobre o tema da Regulamentação da Prostituição no Brasil, baseado no Projeto de Lei 4.211/2012.

O evento conta com o apoio da Cáritas Regional Brasileira e terá continuidade nos dias 17 de Julho com a Mestra em Psicologia, Lorena Nessin que abordará o tema: Implicações psicossociais da violência nos modos de vida de prostitutas pobres.


Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *