Sem categoria
Compartilhar

Comissária de bordo salva jovem vítima de tráfico humano em voo nos EUA

Redação RedeTV!

Com um bilhete no banheiro do avião, a comissária de bordo Shelia Frederick, de 49 anos, ajudou a salvar uma jovem vítima de tráfico humano que seguia viagem entre Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos.De acordo com informações da emissora WTSP, a comissária passou a suspeitar que algo estava errado ao reparar no contraste e na tensão entre dois passageiros. 

A jovem, entre 14 e 15 anos, estava em estado deplorável e totalmente em silêncio. Mais velho e bem vestido, o homem que a acompanhava era quem respondia toda vez que a comissária se aproximava deles. “Alguma coisa na minha mente me dizia que algo não estava certo”, relembra Shelia em entrevista ao canal.
Depois de algum tempo observando os dois, a comissária decidiu pôr um plano em prática: deixar um bilhete no banheiro e, aos sussurros, dizer à jovem para ir até lá. Em resposta, a moça, que estava sendo sequestrada, escreveu que precisava de ajuda. 

Certa de que precisava fazer algo, Shelia relatou o caso ao piloto, que imediatamente notificou a polícia. O homem foi preso assim que o avião pousou no aeroporto. 
O caso, que aconteceu em 2011, mas só foi narrado em entrevista recente, ainda emociona Shelia , que é comissária há dez anos. Ela afirma que nenhum funcionário deve ignorar esses sinais que podem salvar alguém: “Se você ver alguma coisa, diga algo”.
Como deixou seu telefone no bilhete, Shelia manteve contato com a jovem que ajudou a salvar e contou que, atualmente, a moça está fazendo faculdade.

Conteúdos do blog

As publicações deste blog trazem conteúdos institucionais do Projeto Força Feminina – Unidade da Rede Oblata Brasil, bem como reflexões autorais e também compartilhadas de terceiros sobre o tema prostituição, vulnerabilidade social, direitos humanos, saúde da mulher, gênero e raça, dentre outros assuntos relacionados. E, ainda que o Instituto das Irmãs Oblatas no Brasil não se identifique necessariamente com as opiniões e posicionamentos dos conteúdos de terceiros, valorizamos uma reflexão abrangente a partir de diferentes pontos de vista. A Instituição busca compreender a prostituição a partir de diferentes áreas do conhecimento, trazendo à tona temas como o estigma e a violência contra as mulheres no âmbito prostitucional. Inspiradas pela Espiritualidade Cristã Libertadora, nos sentimos chamadas a habitar lugares e realidades emergentes de prostituição e tráfico de pessoas com fins de exploração sexual, onde se faz necessária a presença Oblata; e isso nos desafia a deslocar-nos em direção às fronteiras geográficas, existenciais e virtuais.   

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *